Serviços de recomendações sociais online formados por redes de pessoas

Os serviços online que mais despertam interesse em minhas leituras, navegações pela web e pesquisas são os sociais. Refiro-me àqueles que seguem conceitos da Web 2.0 (O’ReillY), como os de cooperação, participação e recomendação. Este último tem como exemplo as resenhas escritas pelo próprio consumidor da Amazon.com.

O site Amazon.com destaca-se pelo seu serviço online que permite a avaliação dos produtos, resenhas de clientes e indicação de obras conjuntas (Ex.: Quem comprou este livro, também comprou estes…). A empresa é famosa pela comercialização de livros, mas oferece também os mais variados produtos em seu catálogo, que vão de caros equipamentos eletrônicos a bolinhas de golfe. Como pode ser visto na imagem abaixo, esses produtos também podem ser avaliados pelos seus consumidores através de votos e resenhas.

Site da Amazon possui avaliação dos seus produtos através das resenhas voluntárias de seus clientes

Site da Amazon possui avaliação dos seus produtos através das resenhas voluntárias de seus clientes

Assim como a Amazon.com, há sites similares no Brasil que buscam contar com a participação de seus clientes para obterem esses resultados de recomendações. Como é o caso da Livraria Cultura, que oferece praticamente as mesmas funções de recomendação do site da Amazon.com.

No site da Livraria Cultura, os clientes também podem escrever opiniões dos produtos

No site da Livraria Cultura, os clientes também podem escrever opiniões dos produtos

Estes são casos comerciais já consolidados no mercado online de livros e produtos. Mas, e para todos os outros serviços que estamos habituados a consumir, como ter recomendações fiéis deles?

Quando chego a uma cidade desconhecida, normalmente, não sei onde fazer minhas refeições, quais lugares visitar ou que festas, cinemas e opções de entretenimento usufruir. Quase sempre, opto pelos lugares que Ortiz classificaria como desterritorializados, como um shopping center ou serviços de grandes franquias, como as lojas do MacDonald’s. Se desejar outros serviços mais locais, recorro a amigos da cidade, recepcionistas do hotel ou taxistas.

Ao seguir essas recomendações, não sei até que ponto as opiniões destas pessoas condizem com as minhas expectativas ou gostos, já que são um tanto particulares. Isto ocorre até mesmo em minha própria cidade, pois nem sempre sei onde encontrar os serviços que melhor satisfaçam minhas necessidades.

Nos Estados Unidos, existe um conhecido site online de resenhas de clientes dos mais diversos serviços. O sistema é o Yelp e permite que o próprio internauta cadastre novos serviços e lugares. A possibilidade de cadastro partindo dos próprios internautas torna o serviço sociável em contraposição ao modelo de negócio da Amazon.com, pois não apenas aqueles produtos cadastrados pela empresa, que a empresa tem interesse em comercializar, podem receber opiniões dos clientes, mas qualquer lugar ou serviço que o cliente desejar cadastrar.

O serviço exige cadastro para que se possa participar da rede de resenhas e é necessário incluir-se um endereço em um dos três países em que é oferecido, Estados Unidos, Canadá ou Inglaterra. Fiz o meu cadastro com um CEP próximo ao Time Square, em New York, com o objetivo de fazer testes e fiquei muito satisfeito com os resultados ao redor deste local, já que não o conheço presencialmente.

O Yelp conta com opiniões de usuários que vão desde serviços dentários (surgiu com este propósito) até indicação de restaurantes, serviços locais, serviços públicos e mídias de massas, ao criar uma verdadeira rede de recomendações em diversas categorias do terceiro setor.

categorias-012

Categorias do Yelp

Outra característica funcional do Yelp é que o sistema indica a localização no mapa de cada local adicionado com auxílio da tecnologia Google Maps, que no caso estadunidense pode ser aproveitada com precisão no uso do GPS do carro ou de celulares. Os participantes da rede ainda podem adicionar fotografias dos locais, criar etiquetas (tags) próprias, e interagir com outras pessoas da rede.

mapas

Os leitores deste post e conhecedores dos serviços online dirão que já existem sistemas similares que podem ser utilizados por brasileiros, inclusive, com as mesmas características do Yelp, e ainda com os diferenciais como ser oferecido na língua portuguesa e de permitir a inclusão de lugares brasileiros. O serviço que encontrei com maior similaridade ao Yelp e utilizado por brasileiros foi o Qype. Fiz o cadastro no site e testei como o Yelp. Verifiquei que as opções são praticamente as mesmas e, em uma primeira análise, encontrei apenas uma inferioridade no Qype que é a falta de um link que permita o envio de mensagem diretamente a outros membros da rede.

Entendo que a interação bidirecional entre os internautas de uma rede social, a permissão de criar links entre eles, ao se adicionarem como amigos, e a possibilidade de estenderem suas redes de contatos, através dos laços fracos que podem se tornar fortes, são características que contribuem para o sucesso da rede.

qype-01

Destaco a questão da formação da rede pois é neste ponto que vejo o sucesso do sistema Yelp, principalmente, para mostrar que o uso dado à web pelos brasileiros pode ter maior potencial social.

O Yelp possui mais de 10 milhões de acessos por mês, conta com cerca de 20 milhões de pessoas cadastradas. Esses números formam uma rede de pessoas que, voluntariamente, fazem avaliações dos mais diferentes serviços em diversas regiões dos Estados Unidos. Naveguei por várias cidades e verifiquei que se pode ter opiniões de praticamente todo o tipo de serviço na maioria das grandes cidades norte-americanas.

Para se ter uma idéia do tamanho da rede do Yelp em relação a do Qype no Brasil, somente em nova York são mais de 27 mil lugares cadastrados no Yelp, enquanto que no Qype se encontra apenas 126 lugares cadastrados na cidade de Porto Alegre. Este número de lugares cadastrados no Qype de toda a capital gaúcha mal supera as categorias de Local Flavor (121 lugares) e Religious Organizations (96 lugares) e está muito além da categoria dos restaurantes que contabiliza 9279 lugares no Yelp.

O sucesso da rede do Yelp é garantido pela participação ativa dos seus internautas. A rede de lugares se constrói em pequenas regiões e poucas pessoas, quando somadas, garantem a cobertura das grandes regiões, tendo-se a avaliação real de praticamente todo tipo de serviço em todo tipo de lugar da cidade. A pequena região e o pequeno negócio passam a ter visibilidade através do Yelp, na medida em que o internauta pode garantir sua popularidade no sistema através de sua simples opinião sincera.

Como sugere o próprio slogan do serviço, Pessoas Reais, Resenhas Reais (“Real People, Real Reviews”) ou como já vi traduzido na web para o português Opiniões de verdade, por gente de verdade. De uma forma ou outra, o que vale é a opinião isenta e individual que forma uma rede de opiniões garantindo a avaliação fiel do serviço analisado.

O Yelp é um serviço online social típico da Web 2.0 que, além de aproveitar os metadados como no sistema de recomendação de músicas LastFM, conta com a participação voluntária dos internautas que formam uma rede de recomendações com opiniões sinceras dos consumidores finais.

O internauta brasileiro poderia utilizar mais desses sistemas sociais, como já se percebe uma certa adesão na cidade de São Paulo (722 lugares cadastrados), e contar com um fiel sistema de avaliação de serviços prestados em diferentes locais, indiferente do tamanho da cidade. Chego a ficar instigado pelas avaliações para os serviços de telefonia e Internet aqui no Brasil, já presentes nos blogs que  podem fazer esse papel de sistema social, mas não em uma estrutura única. De qualquer forma, responda-me qual é o melhor serviço de Internet na sua cidade?

0 Responses to “Serviços de recomendações sociais online formados por redes de pessoas”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




.:del.icio.us

Creative Commons License
Blog Web Research by Gilberto Consoni is licensed under a Creative Commons.

.:visits since 11fev08

  • 142,222

%d blogueiros gostam disto: